Samstag, 20. März 2010

Pássaro encantado




Era uma vez uma menina que tinha um pássaro como seu melhor amigo.
Ele era um pássaro diferente de todos os demais: Era encantado.
Os pássaros comuns, se a porta da gaiola estiver aberta, vão embora para nunca mais voltar.
Mas o pássaro da menina voava livre e vinha quando sentia saudades...
Suas penas também eram diferentes. Mudavam de cor.
Eram sempre pintadas pelas cores dos lugares estranhos e longínquos por onde voava.
Certa vez, voltou totalmente branco, cauda enorme de plumas fofas como o algodão.
Menina, eu venho de montanhas frias e cobertas de neve, tudo maravilhosamente branco e puro, brilhando sob a luz da lua, nada se ouvindo a não ser o barulho do vento que faz estalar o gelo que cobre os galhos das árvores. Trouxe, nas minhas penas, um pouco de encanto que eu vi, como presente para você....
E assim ele começava a cantar as canções e as estórias daquele mundo que a menina nunca vira.
Até que ela adormecia, e sonhava que voava nas asas do pássaro.
Outra vez voltou vermelho como fogo, penacho dourado na cabeça.
... Venho de uma terra queimada pela seca, terra quente e sem água, onde os grandes, os pequenos e os bichos sofrem a tristeza do sol que não se apaga.
Minhas penas ficaram como aquele sol e eu trago canções tristes daqueles que gostariam de ouvir o barulho das cachoeiras e ver a beleza dos campos verdes.
E de novo começavam as estórias.
A menina amava aquele pássaro e podia ouvi-lo sem parar, dia após dia.
E o pássaro amava a menina, e por isso voltava sempre.
Mas chegava sempre uma hora de tristeza.
Tenho que ir, ele dizia.
Por favor não vá, fico tão triste, terei saudades e vou chorar.....
Eu também terei saudades, dizia o pássaro. Eu também vou chorar.
Mas eu vou lhe contar um segredo: As plantas precisam da água, nós precisamos do ar, os peixes precisam dos rios...
E o meu encanto precisa da saudade. É aquela tristeza, na espera da volta, que faz com que minhas penas fiquem bonitas.
Se eu não for, não haverá saudades.
Eu deixarei de ser um pássaro encantado e você deixará de me amar.
Assim ele partiu. A menina sozinha, chorava de tristeza à noite.
Imaginando se o pássaro voltaria. E foi numa destas noites que ela teve uma idéia malvada.
Se eu o prender numa gaiola, ele nunca mais partirá; será meu para sempre.
Nunca mais terei saudades, e ficarei feliz.
Com estes pensamentos comprou uma linda gaiola, própria para um pássaro que se ama muito. E ficou à espera.
Finalmente ele chegou, maravilhoso, com suas novas cores, com estórias diferentes para contar.
Cansado da viagem, adormeceu.
Foi então que a menina, cuidadosamente, para que ele não acordasse, o prendeu na gaiola para que ele nunca mais a abandonasse. E adormeceu feliz.
Foi acordar de madrugada, com um gemido triste do pássaro.
Ah! Menina... Que é que você fez? Quebrou-se o encanto. Minhas penas ficarão feias e eu me esquecerei das estórias....
Sem a saudade, o amor irá embora...
A menina não acreditou. Pensou que ele acabaria por se acostumar.
Mas isto não aconteceu. O tempo ia passando, e o pássaro ia ficando diferente.
Caíram suas plumas, os vermelhos, os verdes e os azuis das penas transformaram-se num cinzento triste.
E veio o silêncio, deixou de cantar.
Também a menina se entristeceu. Não, aquele não era o pássaro que ela amava.
E de noite ela chorava pensando naquilo que havia feito ao seu amigo...
Até que não mais agüentou.
Abriu a porta da gaiola.
Pode ir, pássaro, volte quando quiser...
Obrigado, menina. É, eu tenho que partir. É preciso partir para que a saudade chegue e eu tenha vontade de voltar. Longe, na saudade, muitas coisas boas começam a crescer dentro da gente.
Sempre que você ficar com saudades, eu ficarei mais bonito.
Sempre que eu ficar com saudades, você ficará mais bonita. E você se enfeitará para me esperar...
E partiu. Voou que voou para lugares distantes. A menina contava os dias, e cada dia que passava a saudade crescia.
Que bom, pensava ela, meu pássaro está ficando encantado de novo...
E ela ia ao guarda-roupa, escolher os vestidos; e penteava seus cabelos, colocava flores nos vasos...
Nunca se sabe. Pode ser que ele volte hoje...
Sem que ela percebesse, o mundo inteiro foi ficando encantado como o pássaro.
Porque em algum lugar ele deveria estar voando. De algum lugar ele haveria de voltar.
AH! Mundo maravilhoso que guarda em algum lugar secreto o pássaro encantado que se ama...
E foi assim que ela, cada noite ia para a cama, triste de saudade, mas feliz com o pensamento.
Quem sabe ele voltará amanhã....
E assim dormia e sonhava com a alegria do reencontro.

Rubens Alves

Download Grátis - Livro - Faz Parte do meu Show (Robson Pinheiro)


Download Grátis - Livro - Faz Parte do meu Show (Robson Pinheiro)



Descrição:

Romance que trata da descoberta da realidade espiritual por parte de uma personalidade marcante do rock brasileiro dos anos 80. Fala de coragem e arte, de música da alma, da transformação das dores em poesia. Os instantes após o desencarne, o socorro em hospitais espirituais, a proposta de utilizar sua música para despertar espíritos localizados em regiões de sofrimento do astral. Sexo, drogas e espiritualidade são alguns dos temas abordados com irreverência e equilíbrio, além do reencontro com grandes personagens da arte brasileira: Chacrinha, Elis Regina, Carlos Drummond de Andrade, entre outros.

Faca seu Download aqui 


http://www.cantinhodaculturaedolazer.net

Paella


INGREDIENTES

3 sobrecoxas de frango
250 gramas de lombo de porco
Suco de limão
250 gramas de lingüiça calabresa
250 gramas de camarão
1 cebola grande picada
3 dentes de alho
1 pimentão vermelho
1 pimentão verde
200 gramas de ervilha fresca
1/2 repolho picado
4 colheres (sopa) de molho de tomate
2 xícaras (chá) de arroz
700 ml de caldo de galinha ou camarão
1/2 xícara (chá) de azeite
1 colher (sopa) de açafrão
Pimenta do reino a gosto
Sal a gosto


MODO DE FAZER



Em um recipiente coloque o lombo e a sobrecoxas cortados em cubos. Tempere com suco de limão, sal e pimenta. Deixe no tempero por cerca de 30 minutos. Reserve.

Em uma frigideira grande aqueça o azeite e frite as sobrecoxas, o lombo e a linguiça. Adicione o alho e a cebola. Continue fritando. Junte os pimentões e ervilhas. Tampe a frigideira e cozinhe por cerca de 3 a 4 minutos. Coloque o arroz, parte do caldo, açafrão, molho de tomate e sal se necessário. Cozinhe por cerca de 5 minutos. Junte o camarão e o restante do caldo. Continue cozinhando até secar a água. Decore com camarões e pimentões fritos.

Hino CCB 360 - Cantado - Ó Rosa de Saron

HINO/CCB 360-ROSA DE SARON

Bolo formigueiro de maracujá


INGREDIENTES

2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de açúcar
5 ovos (claras separadas)
,100 gramas de manteiga ou margarina
1 xícara (chá) de suco de maracujá
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 xícara (chá) de chocolate granulado

Calda
1 xícara (chá) de suco de maracujá
1 xícara (chá) de polpa de maracujá
1 xícara (chá) de açúcar


MODO DE FAZER

Em um recipiente coloque o açúcar, as 5 gemas e a manteiga até virar um creme. Coloque o suco (concentrado) e volte a bater até ficar bem claro. Coloque a farinha peneirada e bata mais um pouco. Reserve.

Em outro recipiente bata as claras em neve até o ponto de bico. Misture as claras ao restante delicadamente. Acrescente o fermento. Mexa. Acrescente o granulado. Coloque em uma forma em formato de anel, untada e polvilhada com farinha de trigo. Coloque no forno a 180ºC de 30 a 35 minutos.

tv culinária

433 - Cidadão dos Céus (Coral de Marília)

Hino 433 da CCB




Torta suflê de milho verde com queijo

INGREDIENTES


Massa
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 copo de requeijão cremoso
2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
1 colher (chá) de fermento em pó
Recheio
1 lata de milho verde
1/2 xícara (chá) de leite
1 lata de creme de leite
100 gramas de queijo ralado
2 colheres (sopa) de cebolinha verde
2 ovos (claras separadas)
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
Sal a gosto
Queijo ralado para polvilhar


MODO DE FAZER



Massa
Em um recipiente coloque a farinha, manteiga, requeijão e o fermento. Mexa com as mãos. Sove sobre a superfície lisa até obter uma massa homogênia. Distribua sobre a assadeira redonda untada e ponvilhada. Faça furos sobre a massa com auxílio de um garfo. Leve ao forno pré aquecido 200°C por 12 minutos (para pré assar a massa). Retire do forno e deixe amornar. Espalhe o recheio. Polvilhe queijo ralado. Leve novamente ao forno pré aquecido 180°C por cerca de 15 a 20 minutos.



Recheio

No copo do liquidificador coloque o leite, o milho, as gemas e o creme de leite sem soro. Bata. Acrescente a farinha e o queijo ralado. Bata novamente. Coloque em um recipiente e agregue a cebolinha e as claras em neve.

tv culinária

Hino 290-Cristo Jesus,sua mão me dá

Hino 290,

SE VC ESTIVER COM SEU CORAÇÃO ATRIBULADO E AFLITO,

VEJA ESTE VÍDEO.  



Marketing de Busca - Blog SEO, Links Patrocinados e sites de busca.

O conto do sobrinho SEO

Tags Mercado SEO



Era uma vez uma pequena empresa. Esta pequena empresa escuta de alguém que aparecer no Google traz muitas vendas. Ela já recebia alguns pedidos pela internet e decide arriscar. Ela então procura profissionais especializados em busca para ajudá-la a conseguir aparecer no Google. Ela descobre o SEO. A pequena empresa solicita propostas de várias empresas, inclusive a minha. Ela percebe que os preços de cada uma são muito diferentes. Mesmo vendo que algumas empresas têm resultados comprovados e melhores, ela me agradece pela ajuda e decide fechar com a consultoria SEO que cobrou menos. A consultoria SEO escolhida pela pequena empresa faz uma série de promessas de conseguir em pouco tempo a primeira página no Google, só não pode explicar como vai fazer isto. A única exigência da consultoria é que a pequena empresa coloque um link para seu site no rodapé.

Depois de dois meses realmente os resultados começam a aparecer. Só não são nas principais palavras-chave que a pequena empresa queria. A consultoria SEO explica que sua promessa era a primeira página e como já tinha conseguido uma palavra, já havia cumprido o prometido. De qualquer maneira, começava a aumentar a quantidade de vendas e os pedidos passam a vir de todo Brasil. Estes novos pedidos permitiram contratar mais funcionários para atender a demanda atual e a esperada para quando os resultados no Google melhorassem.

Porém a consultoria SEO passou a não responder os e-mails com dúvidas. Alguns resultados haviam caído. A pequena empresa continuou a tentativa de contatos, mas a consultoria já não dava a mesma atenção. Passado mais de um mês de tentativas de contato e os resultados caindo, a pequena empresa entra em contato informando que não vai continuar o contrato. A consultoria SEO então decide, antes mesmo de responder a pequena empresa, entrar no site da empresa e bloquear o robots.txt, retirar todos os links apontando e ainda colocam código oculto dentro do site. A empresa some do Google.

Os donos da pequena empresa ficam desesperados e sem saber como resolver a situação, pois suas vendas praticamente zeraram e seus funcionários terão que ser demitidos pela falta de clientes. Como último recurso eles procuram o sobrinho SEO e conseguem resposta, mas ele sugere que a pequena empresa tem que pagar todo o restante do contrato se quiser voltar ao Google na hora. Já não confiando na resposta do sobrinho SEO, que nós sabemos que esta mentindo de novo, eles decidem procurar ajuda.

A pequena empresa entra em contato com todas as empresas que ela cotou e mais algumas na esperança de encontrar a solução para o problema. Irritado com o fato de mais uma história de gente estragando o mercado de SEO, decido dar uma ajuda básica para a empresa (não dê consultoria gratuita, relógio é que trabalha de graça). Converso com eles e explico que aquilo não é o retrato de todos os profissionais do mercado, falo que eles precisam de uma consultoria para ajudá-los e passo uma orientação básica para que eles tirem a punição e o bloqueio do site. A pequena empresa agradece e se diz arrependida de não ter feito o trabalho comigo desde o início. Falam que realmente o barato saiu caro e eu respondo que existem várias empresas boas além de mim e que eles devem ver o trabalho delas também. Despeço-me e fico novamente estarrecido com esta nova história.

A história acima é ficcional, porém foi baseada em fatos reais. Já ouvi muitas histórias de clientes, alunos do curso e vários amigos, sendo que algumas são até mais absurdas que esta. Será que tais pessoas não pensam que estão praticamente roubando dinheiro? Digamos que ele não fez “por mal” (exagero né?), então será que você deve oferecer um serviço se você não tem um real conhecimento da sua área? Será que é difícil entender que saber SEO é muito diferente de fazer SEO? Até se o cliente tiver cometido um erro como não pagar ou tiver mentido, justifica você destruir a receita da empresa. O mercado já amadureceu e não permite iniciantes com promessas. Se não sabe SEO, não desce pro play.

http://www.marketingdebusca.com.br/


Otimize seu espaço na web com técnicas de SEO - Descubra como garantir um bom posicionamento do seu site em mecanismos de busca


Todo mundo que tem um site sonha em aparecer na primeira página de resultados do Google. São milhões de endereços disputando aquelas 10 posições, que são gratuitas e podem gerar milhares de acessos diários para a sua página. Mas... como conseguir isso? O caminho é cheio de variáveis e tem empresas especializadas em estudar, entender e aplicar técnicas para que os buscadores entendam que a sua página tem valor e, por isso, merece destaque. Essas técnicas são chamadas de SEO, Search Engine Optimization. Em português, algo como Otimização para Mecanismo de Busca.
"Quando você pensa em colocar a sua informação na internet, você nem sempre atinge seu usuário diretamente, eles não conhecem você. Então ele vai te procurar em algum lugar, e a maioria das pessoas acaba procurando em buscadores. Já é uma atividade mais realizada do que e-mails ou outras atividades na internet. Então as pessoas vão aos buscadores procurar informações. E você fazendo um trabalho de SEO é você se tornar visível neles (buscadores), porque não é tão simples aparecer neles. Eles fazem muita coisa automática, eles procuram muito conteúdo automaticamente na internet, mas você precisa seguir alguns parâmetros ou recomendações deles para que o seu conteúdo apareça do jeito que você quer, e não simplesmente jogado ou escondido através de algum código", detalha o diretor de Tecnologia da Direct Performance, Leonardo Naressi.


Alguns pilares garantem um bom posicionamento e boa quantidade de acessos ao seu site e blog. O primeiro é a programação, que demanda alguns conhecimentos específicos e até mais técnicos. Mas se você utiliza plataformas gratuitas e bem desenvolvidas como o Wordpress, por exemplo, essa parte deixa de ser um problema. Existem até mesmo plugins que otimizam ainda mais o seu site. É só adicioná-los e avaliar o resultado. Dê uma olhada neste site aqui, por exemplo. Neste dia, 87,5% dos acessos vieram do Google.

Mas, de nada adianta trazer novos visitantes se eles não se tornarem parte do seu público fiel. Para isso, é imprescindível que o seu conteúdo seja de boa qualidade. Aqui vale uma observaçã procure utilizar palavras-chave nos títulos, na própria URL e também como tags. Os buscadores enxergam estas três áreas de forma diferenciada. Uma outra forma de chamar atenção para os termos mais importantes é colocá-los em negrito.
"Se você trabalho com carros, você vai colocar carros nos lugares certos. Você não vai fazer isso porque você não vai colocar carros em todos os lugares. Se você cartão de crédito, você vai precisar colocar a palavra 'cartão de crédito' em algum lugar. Não adianta você fazer um site que não contém essa palavra, então você tem que colocá-la no título, na URL. Não de maneira abusiva, mas de maneira que identifique seu produto para o usuário", explica Naressi.


Outro detalhe que faz toda a diferença é espalhar o link do seu site ou blog pela web. Os buscadores entendem que quanto mais links apontarem para o seu site, mais você é referência com relação àquele assunto. E já que hoje todo mundo tem redes sociais, aí está uma boa forma de começar. Aponte o seu site no Orkut, Facebook, Twitter. Deixe comentários em blogs com temática parecida. Tudo isso ajuda a trazer mais visitantes e a dar credibilidade ao seu site junto aos buscadores.
"Isso em popularidade é muito importante para os buscadores, e talvez seja um dos maiores fatores de ranking de diferenciação de posicionamente você ter bons parceiros apontando para você, e seu conteúdo ser linkado em outros sites", finaliza o diretor.


Quer alavancar acessos para o seu site ou blog? Então acesse agora, no início do texto, a lista de links que tratam este assunto com mais profundidade. Preste atenção nas dicas e garanta o seu crescimento no mundo online.


http://olhardigital.uol.com.br

Cidadão dos Céus - 433 - Violino

Dedico este hino ao meu paizinhoooo

Este é o hino preferido do meu pai ..

E eu amo violino . Esse hino é lindo, espero que gostem!

DEUS vos abençoe!




Horses for courses: eaterie breaks the great food taboo




Exclusive: Cate Devine


Published on 20 Mar 2010

The race to stay ahead in the world of haute cuisine has broken another barrier after an Edinburgh restaurant became the first in Scotland to put horse steak on the menu.

Customers perusing the menu at L’Escargot Bleu in Broughton Street were offered a choice between pan-fried horse rump steak served with a peppercorn sauce, or horse meat steak tartare prepared in the traditional way with raw duck egg yolk, alongside conventional dishes such as Shetland lamb, Perthshire venison and Borders rose veal.

Fred Berkmiller, patron of L’Escargot Bleu, said: “I’m not pushing people to eat horse, but I eat it regularly. It is tender, sweet and less fatty than beef, and contains higher levels of iron and Omega-3. Each time I go home to Tours, my father makes me a horse steak tartare. It’s so delicious I want my Scottish customers to taste it too.”

However, he is courting controversy. Horse meat may be popular in France, but it has yet to be accepted as part of modern Scottish cuisine. Many people in this country regard the horse as a companion animal and would not dream of eating one.

Some 70,000 horses are eaten in France each year, and it is the only red meat to be gaining in popularity. It is now available in supermarkets as well as specialist “boucheries chevaline”.
It is tender, sweet and less fatty than beef, and contains higher levels of iron and Omega-3
Fred Berkmiller, L’Escargot Bleu patron

However, Mr Berkmiller believes British tastes are changing and that we are ready to take horse meat to our hearts, much as we have frogs’ legs and snails. He has been serving andouille (smoked horse tripe sausage), cervelas and saucission (made with minced and diced horse meat respectively), imported ready-made from Paris. They sold out within a fortnight, and their popularity encouraged him to consider serving horse steak.

He asked a leading Scottish meat supplier, Campbell’s Prime Meats in West Lothian, to source it for him. This week, an 8.5kg entire horse rump was delivered to the restaurant direct from Rungis market in Paris– the largest food market in the world.

Deep red in colour, and with very little fat, it wobbled on the plate like a jelly as head chef Damien Rolain sliced into it to expose the soft, lean texture that makes it perfect for a raw tartare.

Mr Rolain, who was born near Avignon and worked at the upscale Abstract and Atrium restaurants in Edinburgh before joining L’Escargot Bleu when it opened last year, lovingly described his fresh horse rump as “so tender it’s like butter”.

His horse steak tartare was delicious, and its chilled raw meat had a melting mouth feel that blended beautifully with the egg, mustard, chopped gherkins and parsley. I could almost feel my iron levels soar. By contrast, I found the pan-fried rump steak a bit too dense and quite sweet with a gamey back-kick. I missed the fatty flavours of beef – though perhaps that’s something I could get used to.

Stevie Walker, director of Campbell’s Prime Meats, which supplies Scotland’s top chefs including Andrew Fairlie, Martin Wishart, Jeff Bland and Tom Kitchin as well as all the five-star hotels, said he was startled by the restaurant’s request.

“I’ve been asked to source some unusual items in my time, but this is the first time I’ve ever been asked for horse meat,” he said. “We had to find a supplier of French-bred horse meat, and he dropped it off for us at Rungis market. It was a challenge.”

It’s legal to import horse meat under strict EU regulations. However, there are no official statistics on the amount of horse meat imported into the UK – because consumption is so low.

Latest figures show that in 2005 some 4.7 million horses were consumed worldwide, mostly in Central Asia and South America but also in Canada, France and Spain. In Italy, some 213,000 horses are slaughtered for consumption each year, with another 20,000 imported from Poland and Eastern Europe to satisfy demand, which is estimated at a kilo of horse meat per person per year.

In Britain, the jury is out. In his F-Word TV programme in 2007, celebrity chef Gordon Ramsay suggested we eat horse meat. A readers’ poll in Time Out magazine showed that 82% of respondents supported him.

However, Ramsay’s one-time protege Marcus Waering, the chef patron at Petrus in London, said: “I would never eat horse meat and I certainly wouldn’t serve it in any of my restaurants. It’s not part of our food culture. It’s absolutely unthinkable.”

Back in L’Escargot Bleu, Edinburgh customer Gordon Millan was delighted with his dish of rare horse meat rump steak.

“I think the difference between horse meat and beef is in the texture rather than the flavour,” he said. “I wouldn’t say it’s tougher; I’d say it’s more muscular. Horse is slightly stronger in taste, but it’s a very subtle difference.

“I can see this becoming a speciality because it’s so unusual and delicious.”

Vincent Ford, one of the oldest butchers in Glasgow, said: “Horse meat is not something we eat in Scotland. People are squeamish enough about the thought of eating a wee lamb, never mind a horse.”


Is it a thoroughbred winner on the menu?



NO: Andrew Fairlie, head chef at Scotland’s only two-Michelin-starred restaurant at Gleneagles

“I wouldn’t serve horse meat because I don’t believe it would be popular with my customers.

“There is a squeamishness about eating horse that’s very British.

“We tend to think of horses as domesticated animals, something to be kept in a stable rather than eaten at a table.

“Serving horse meat would be like serving Afghan Hound in many people’s eyes.

“That said, I have eaten horse meat in France and it’s very nice.”



YES: James Budge, 26, student

“I have eaten horse meat in France and I’d like to see it on more menus in Scotland. It’s a bit more bland than beef but that’s because it’s less fatty and therefore healthier. To me it’s just another meat and I don’t see any stigma about it. We have no qualms about eating cow or pig, so why shouldn’t we eat horse?”

http://www.heraldscotland.com

Trufa de limão

INGREDIENTES

500 gramas de chocolate branco ao leite
100 ml de creme de leite fresco
1/4 de xícara (chá) de suco de limão
Raspas de limão
400 gramas de chocolate branco para banhar as trufas


MODO DE FAZER

Em uma panela coloque o creme de leite e a metade do chocolate branco ao leite. Mexa até derreter. Junte o suco de limão. Após aquecer retire do fogo e acrescente o restante do chocolate mexendo até derreter. Adicione as raspas de limão. Coloque em um refratário.

Leve para a geladeira de um dia para o outro ou no mínimo 4 horas (até endurecer). A seguir, unte as mãos com manteiga e modele as trufas (se desejar, neste momento, recheie com uma uva). Banhe no chocolate derretido. Deixe secar sobre uma assadeira retangular forrada com papel alumínio.



Para fazer a trufa de maracujá proceda como a trufa de limão. Troque o suco de limão por suco de maracujá concentrado, e as raspas de limão por polpa de maracujá.

Biscoitinho da vovó




INGREDIENTES

1 xícara (chá) de amido de milho
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de fubá
1/2 xícara (chá) de açúcar
3 ovos
2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
1 colher (sopa) de fermento em pó
Raspas de limão
Ou raspas de laranja
Ou erva doce


MODO DE FAZER

Em um recipiente coloque o amido de milho, farinha, fubá (peneirados juntos), açúcar peneirado, raspas de limão, manteiga, fermento e ovos levemente batidos. Misture. A seguir, sove sobre a superfície lisa e enfarinhada. Abra a massa com auxílio do rolo. Modele com cortadores em formatos de coelho, estrela, meia lua, flor, coração ou a gosto. Coloque em uma assadeira retangular untada e polvilhada. Leve ao forno pré aquecido 180°C por 35 a 40 minutos.

Dica: Se desejar decorar, pincele com geléia e polvilhe com açúcar cristal colorido ou chocolate granulado.

tvculinaria

"Anos Incríveis - 1988"

Anos incríveis ("The Wonder Years") foi uma série americana de televisão criada por Carol Black e Neal Marlens. Durou seis temporadas na rede americana ABC, de 1988 a 1993. No Brasil, o programa já foi exibido pela TV Cultura, TV Bandeirantes, Multishow e Rede 21, até voltar à TV Cultura.
Anos incríveis apresentou as questões sociais e os eventos históricos do final dos anos 60 e início dos anos 70 através dos olhos do protagonista Kevin Arnold, que também vive os assuntos da adolescência (principalmente com seu grande amigo Paul e sua paquera, Winnie Cooper), problemas familiares e outros.




Enquanto se passam as histórias, os acontecimentos são narrados por um Kevin mais velho e experiente, que descreve o que acontece e conta o que aprendeu de suas experiências. Esta técnica serviu de inspiração a outras séries. A música de abertura é uma versão de Joe Cocker da música dos Beatles "With a Little Help from My Friends".



What would you do if I sang out tune? Would you stand up and walk out on me? Lend me your ears and I’ll sing you a song. I will try not to sing out of key, yeah Oh, baby I get by with a little help from my friends By with a little help from my friends. All I need is my buddies By with a little help from my friends I said I’m gonna get by with a little By with a little help from my friends - whoa oh oh oh oh Said I don’t know if that’s what I’m sure do to, baby By with a little help from my friends Said I’m gonna make it with my friends By with a little help from my friends Whoa oh I’m gonna keep on trying By with a little help from my friends Said I’m gonna keep on trying.

Personagens principais
* Kevin Arnold (Fred Savage) - um estudante americano típico freqüentando a escola secundária no final dos anos 60 e início dos anos 70.
* Gwendolyn "Winnie" Cooper (Danica McKellar) - interesse amoroso principal de Kevin. Vive no mesmo quarteirão que ele. O primeiro beijo de ambos e a morte de seu (dela) irmão mais velho no Vietnã têm importante papel no episódio-piloto. Em um dos episódios seus pais decidem se divorciar, como resultado da tristeza pela morte do filho.
* Paul Pfeiffer (Josh Saviano) - melhor amigo de Kevin. Extremamente inteligente e excelente estudante. Ele é alérgico a quase tudo.
* Jack Arnold (Dan Lauria) - o pai de Kevin, veterano da Guerra da Coréia. Inicialmente, trabalhava na Norcom, uma empresa grande, mas em uma posição mediana de gerência que ele detestava. Mais tarde, começa seu próprio negócio construindo e vendendo mobília feita a mão.
* Norma Gustavson Arnold (Alley Mills) - mãe de Kevin e dona-de-casa. Conheceu Jack quando era caloura na faculdade. Quando ele terminou o curso, ela se mudou com ele e não terminou o curso.
* Karen Arnold (Olivia d'Abo) - irmã hippie mais velha de Kevin. Ela se casa e muda para o Alasca. Faz uma participação especial no último episódio.
* Wayne Arnold (Jason Hervey) - irmão mais velho de Kevin, diverte-se atormentando física e psicologicamente Kevin e Paul.

Primeiro episódio
O primeiro episódio começa mostrando os fatos de 1968, com Kevin Arnold (voz crescida). Ele conta sobre ter entrado no ginásio, de ter nascido e crescido no subúrbio.
Kevin, então com doze anos, está jogando Futebol Americano com os amigos e com seu irmão Wayne Arnold, um verão antes de começarem as aulas. A cena mostra, pela primeira vez, Gwendolyne "Winnie" Cooper e seu irmão de dezenove anos, Brian Cooper. Logo após, ele relata que Brian fora ao Vietnã, lutar na guerra. As cenas seguintes mostram Kevin Arnold indo pela primeira vez ao ginásio, mostram sua primeira aula de Educação Física e sua primeira ida à diretoria. No fim do episódio, os pais de Kevin estão trazendo ele até sua casa, bravos com o problema da diretoria. Ao chegar, descobrem que Brian Cooper morreu na guerra. Kevin fica confuso com a situação e resolve dar uma volta e, ao chegar em uma árvore, encontra Winnie. Fica um momento sem ter o que dizer, mas depois se lamenta pela morte do irmão da garota. Senta-se ao lado e coloca seu casaco em volta dela. Em seguida, os dois se olham e dão o primeiro beijo. A cena final mostra um quadro parado em preto e branco dos dois se abraçando. From Wikipedia. Tradução/adaptação livre: Vitor Pinheiro.

Programas de TV e Revistas

www.mulher.com www.a12.com/sabordevida www.atelienatv.com.br www.tvseculo21.com.br www.programaartebrasil.com.br www.pgmvidamelhor.com.br www.tvartesanatosemstress.com.br http://manequim.abril.com.br http://www.pingouin.com.br http://www.etsy.com http://www.portaldeartesanato.com.br www.netfontes.com.br http://www.florbras.com.br (miniaturas) http://www.crismimo.com.br (latinhas, bisnagas, tercinhos) http://www.dinaarmarinhos.com.br (feltro e tecidos de pelucia) http://www.tecidosecrafts.com.br (botoes e aviamentos) http://www.clickfios.com.br (feltro e aviamentos e las) http://www.ganapresentes.com.br http://www.quianestore.com ( botoes) http://loja.mixcriativo.com.br (aviamentos) http://imagensdecoupage.blogspot.com.br/ http://www.soisopor.com.br (onde comprar isopor) http://loja.pontodoscrap.com.br (onde comprar meia perola) http://www.luanenfeites.com.br (artigo para festas) http://www.formasparachocolate.com.br (artigo para festas) http://www.doceart.com.br (artigos para festas) http://www.barradoce.com.br ( artigo para festas cortadores) http://www.proplastik.com.br (artigo para festas) https://www.digitalupserver01.com.br (artigo para festa) http://www.lojatiamarlene.com.br (artigos para festa) http://blog.creativstemplates.com(imprimir temas) http://fazendoaminhafesta.blogspot.com.br (temas para imprimir) http://www.bebruarts.com.br (mini frascos de vidros, armarinho) http://www.atacadaodoartesanato.com.br (miniatura) http://www.bibibrindes.com (miniaturas) www.a25decorfestas.com.br http://www.matsumotovirtual.com.br http://www.mundopoa.com.br http://www.domnet.com.br http://www.novapauli.com.br

Amo Vcs!!!! Love!!!! Liebe!!!!!!!

Blogs que amo visitar

Gesamtzahl der Seitenaufrufe

Postagens populares

Armazem do EVA

Aslan